Postado por Karen

Ser mãe DÓI…
…e como dói.
Dói o parto, normal ou cesárea. Dói os primeiros dias por achar que nada do que estamos fazendo está certo e que não somos boas mães.
Dói a primeira cólica, a primeira gripe ou resfriado, dói por não existir um remédio que faça nossos bebês melhorarem em 5 minutos. Dói a falta de humanismo dos médicos, que acham quem nós mães vamos ao hospital somente pra dar uma voltinha.
Dói o primeiro tombo, o primeiro roxo, o primeiro ralado…
Dói o choro, por não sabermos o que é, por eles não falarem aonde dói e as nossas tentativas frustradas de fazer o choro parar.
Dói o primeiro abraço, aquela emoção de ter o seu mundo todo ali quetinho nos seus braços e ter a melhor sensação do mundo ao pensar que eles estando ali, no aconchego do nosso colo, nada irá acontecer e que podemos protege-los de tudo e todos!
Dói quando aprendem a sentar, engatinhar, ANDAR…ahhh e como dói, nosso bebê já não é mais uma bolotinha molinha que vc manuseia com cuidado, que onde vc colocar ele fica, agora passou de bebê para uma criança, que pode tudo, que vai onde quer, que aponta aqueles dedinho fofos para os passarinhos, cachorros e até mesmo para aquele palito de fósforo que só Deus sabe como apareceu mais que qndo vc percebe já esta na boca.
Dói o primeiro mãmã…nossa esse eu acho que foi o que mais doeu, como não chorar com um bebê andando no corredor da casa te chamando pelo nome que vc sempre sonhou em ter.
Essa dor só uma mãe conhece e só ela suporta, essa dor nos faz crescer a cada dia, nos mantém forte, nos dá coragem pra seguir em frente e ser melhor do que jamais imaginamos que seriamos.

Deixe seu comentário