Postado por Adm Entre mamães

Durante a infância, é o conjunto de nutrientes que garante o crescimento adequado da criança, fruto de uma alimentação saudável e balanceada. Para fazer o teste, vá anotando a quantidade de respostas para cada letra e depois confira o resultado. Depois do teste, conheça três nutrientes que não podem faltar no dia a dia do seu filho.

 

Como são as refeições na sua casa?

a) Em geral, tranquilas, com a família toda sentada à mesa.

b) Depende do dia. Procuro reunir todos à mesa, e quase sempre consigo; mas, às vezes, é impossível fazer meu filho parar sentado para comer.

c) A maior briga! Preciso ficar correndo atrás dele para comer e só depois consigo terminar minha refeição.

 

 

Em sua casa, os horários para as refeições são bem definidos?

a) Sim. Normalmente ninguém come fora do horário, com poucas exceções.

b) Mais ou menos. Nem sempre é possível manter os horários, e meu filho, de vez em quando, “belisca” durante o dia.

c) Não. Sabe como é a correria do dia a dia…

 

 

Doces e guloseimas são liberados?

a) Não. Evito oferecer refrigerantes, balas, doces e bolachas recheadas durante a semana. Esse tipo de alimento não fica ao alcance do meu filho.

b) Refrigerantes e bolachas recheadas ficam ao alcance do meu filho, mas ele só come quando lhe é oferecido, o que acontece mais de uma vez por semana.

c) No armário de casa nunca faltam guloseimas, refrigerantes e bolachas recheadas. Meu filho pega quando quer.

 

Quantas vezes por semana sua família come fritura?

a) Somente nos finais de semana, a cada 15 dias.

b) Uma a duas vezes por semana. Aos finai de semana dou uma liberada também, se vamos a um restaurante, por exemplo.

c) Três vezes ou mais por semana. É o único jeito de meu filho comer qualquer alimento que não seja doce.

 

 

Como é o prato do seu filho?

a) Colorido. Ele come vários tipos de alimento: arroz, feijão, carne, verduras, legumes…

b) Um ou outro legume ele come; os outros eu misturo no feijão.

c) Arroz e carne.

 

 

O que você faz quando seu filho se recusa mesmo a comer?

a) Pergunto se ele já está mesmo satisfeito e, caso não tenha jeito, espero a próxima refeição para alimentá-lo.

b) Insisto muito. Às vezes, só tenho sucesso quando digo que vou proibi-lo de brincar no computador, por exemplo.

c) Dou um leite reforçado, bolachas ou faço um macarrão instantâneo.

 

 

RESULTADO:

 

Mais respostas A:

Parabéns! Seu filho está trilhando um bom caminho e tem tudo para ter um futuro  saudável. Se a família come bem, o filho incorpora os bons hábitos também.  Continuem assim.

 

 

Mais respostas B:

Seu filho dá um certo trabalho para comer, mas, com muito esforço, alimenta-se bem.

O problema é este esforço que você tem de fazer… Veja abaixo os alimentos essenciais para a alimentação das crianças.

Mais respostas C:

Seu filho come pouco e, quando come, são alimentos pouco nutritivos. Além de fazer birra para experimentar comidas saudáveis. Possivelmente, a alimentação da criança não fornece a ela todos os nutrientes que o corpo demanda. É hora de rever os hábitos alimentares da família e reeducar seu filho à mesa.

 

Seu filho não pode crescer sem:

ZINCO: mineral essencial para o crescimento de todos os nossos tecidos, especialmente daqueles que se multiplicam mais rapidamente. Você encontra zinco em carnes, leites e derivados, castanha de caju, amêndoas, amendoim, feijão e  espinafre.

FERRO: existem vários tipos de anemias, mas a mais comum na infância é a anemia por falta de ferro, mineral essencial para a formação da hemoglobina. Você encontra ferro em carnes vermelhas, espinafre, feijão, agrião, couve, cheiro-verde, grão-de-bico, ervilha, lentilha, grãos integrais, nozes, castanhas, passas, açúcar mascavo, açaí, camarão e atum.

VITAMINA C: atua na formação e manutenção do colágeno, no metabolismo de aminoácidos, gorduras e do colesterol, assim como ajuda a reduzir a duração de resfriados e viroses. A falta dela pode ocasionar perda de peso, sensação de cansaço e até mesmo aumentar o risco de fraturas. Você encontra vitamina C em frutas cítricas, goiaba, pimentão cru, cebolinha verde, morango, groselha, framboesa, amora, brócolis, repolho, couve-flor, agrião, tomate e mamão. 

Fonte: Revista Pais&Filhos

Deixe seu comentário